sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Bachianas nº5 - Ária (Cantilena) e Dança (Martelo) de Villa-Lobos

 .

Ária (Cantilena)
(Letra de Ruth Valadares Corrêa)

video


Tarde uma nuvem rósea lenta e transparente.
Sobre o espaço, sonhadora e bela!
Surge no infinito a lua docemente,
Enfeitando a tarde, qual meiga donzela
Que se apresta e a linda sonhadoramente,
Em anseios d'alma para ficar bela
Grita ao céu e a terra toda a Natureza!
Cala a passarada aos seus tristes queixumes
E reflete o mar toda a Sua riqueza...
Suave a luz da lua desperta agora
A cruel saudade que ri e chora!
Tarde uma nuvem rósea lenta e transparente
Sobre o espaço, sonhadora e bela!

Fontes:  - Video: LinnieK9
- Letra:  Terra Letras

.

Dança (Martelo) - Allegretto
(Letra de Manoel Bandeira)

video

Irerê, meu passarinho
Do sertão do Cariri,
Irerê, meu companheiro,
Cadê viola?
Cadê meu bem?
Cadê Maria?
Ai triste sorte a do violeiro cantadô!
Sem a viola em que cantava o seu amô,
Seu assobio é tua flauta de irerê:
Que tua flauta do sertão quando assobia,
A gente sofre sem querê!

Teu canto chega lá do fundo do sertão
Como uma brisa amolecendo o coração.

Irerê, solta teu canto!
Canta mais! Canta mais!
Pra alembrá o Cariri!

Canta, cambaxirra!
Canta, juriti!
Canta, irerê!
Canta, canta, sofrê!
Patativa! Bem-te-vi!
Maria-acorda-que-é-dia!
Cantem, todos vocês,
Passarinhos do sertão!

Bem-te-vi!
Eh sabiá!
Lá! liá! liá! liá! liá! liá!
Eh sabiá da mata cantadô!
Lá! liá! liá! liá!
Lá! liá! liá! liá! liá! liá!
Eh sabiá da mata sofredô!

O vosso canto vem do fundo do sertão
Como uma brisa amolecendo o coração. 
Fontes: - Video: LinnieK9
- Letra: Samba Choro
.

Tive a maravilhosa oportunidade de conhecer essas duas peças do Heitor Villa-Lobos por intermédio da aula de Apreciação Musical na UnB e, sinceramente, amei!
Esou postando como uma maneira de armazenar estas informações, espero que mais aguém possa aproveitar estes achados.
.

Um comentário:

Marcia Kaiser disse...

Adoro a interpretação da soprano Victória de Los Angeles. Obrigada.