terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Jingle Bells Instrumental



Vou cantar em um Coral de Natal no trabalho e essa música é clássica. ^.~ rs

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O GÊNIO E A DOR


Publicado no Tribuna do Brasil de 27/10/2006
Caderno TBprograma, Coluna Psicoproseando...com Maraci



Há 100 anos, em 23 de outubro de 1906, realizava-se o vôo reconhecido como o primeiro de um aparelho mais pesado que o ar. Alberto Santos Dumont apresentava ao mundo o 14 Bis.


O Pai da Aviação foi um gênio em múltiplas atividades. Além de inventar, construía o que criava e era o corajoso piloto de provas de seus artefatos futuristas. Em 12 anos, produziu um invento importante a cada seis meses, em média. Seu desempenho era extraordinário.



Santos Dumont nada cobrou por suas invenções, dedicando-as à humanidade. O altruísmo era uma das belas facetas do seu caráter. E ele é tido como irrepreensível no campo da ética e da moral. Mas esse homem exemplar e genial sucumbiu a uma depressão crônica, envelhecendo prematuramente, adoecendo e, por fim, suicidando-se aos 59 anos.



A depressão é uma das maiores preocupações da Organização Mundial de Saúde. É uma doença grave e comum. Ela está em toda parte e talvez isso a torne vulgar a ponto de ser subestimada até mesmo por muitos profissionais da área de saúde. E a falta de diagnóstico, aliada à desinformação e ao preconceito, faz com que vários doentes fiquem sem o tratamento adequado.



Diferentemente do que muitos imaginam, ela não é resultado de uma fraqueza de caráter e não pode ser vencida apenas com força de vontade, viagens, conselhos ou presentes. Indica um desequilíbrio bioquímico cerebral que precisa ser corrigido com medicação bem específica. E o profissional para esse tratamento é o psiquiatra. Além disso, é imprescindível o acompanhamento de um psicólogo, que ajudará o paciente a entender a doença e superar os problemas que a ela deram causa, a agravaram, ou dela decorreram.



Há diferentes tipos de depressão. Mas convém ficar atento aos seguintes sintomas: tristeza, pessimismo, desesperança, cansaço físico ou mental, sentimento de pesar, de ser um fracasso, ou de culpa, crises de choro ou dificuldade para chorar, falhas de memória, incapacidade de iniciar, dar continuidade ou concluir as atividades, mesmo as corriqueiras, dificuldade para tomar decisões, perda do interesse em coisas que antes eram interessantes, falta de concentração, alterações do apetite, do sono ou do desejo sexual, irritabilidade ou impaciência, sentimento de que não vale a pena viver, vontade de se isolar, de sumir ou de morrer.


Além disso, observe seus parentes. Muitas famílias têm tendência à depressão. A mãe de Santos Dumont, por exemplo, matou-se. Dois sobrinhos dele cometeram o suicídio. E acredito que outros familiares do Pai da Aviação também sofriam desse mal, mesmo não tendo tomado uma atitude desesperada.



Pode ser que você não apresente todos esses sintomas, ou não se sinta mal todo o tempo. Mas se essas informações mexem com você, procure ajuda profissional. A depressão não se limita ao nosso humor. Ela restringe nossa vida, impedindo-nos de ver o mundo como ele é, tornando difícil a convivência, incapacitando-nos. É uma doença progressiva que não desaparece espontaneamente. Relacionamentos amorosos foram destruídos, empregos foram perdidos, doenças foram desenvolvidas e vidas foram extintas por esse mal.


E não há motivo para alguém recear pedir ajuda. Se você quebrar a perna, vai deixar de consultar um ortopedista? Se estiver diabético, vai fugir do endocrinologista? Preconceitos em relação a psiquiatras e medicação controlada não levam a nada. Hoje temos muitos recursos e o tratamento é simples. Ninguém mais precisa passar pela dor que arrancou prematuramente de nós um dos mais ilustres brasileiros, um exemplo que, no país em que atualmente vivemos, tanta falta faz. Até sexta-feira!
________________________

Este texto se encontra no blog da psicóloga Maraci Sant'Ana, que se chama Psicoproseando...  com Maraci (http://maracisantana.blogspot.com.br/). Aconselho muito a visita porque tem diversas coisas esclarecedoras por lá.

sábado, 22 de setembro de 2012

Sofia II

Ela é uma bebê tão alegre e fofa que eu me apaixono cada vez mais!

Obs: agora ela já está bem maior que isso... Sofiazinha tem crescido que nem mato! Rsrsrs


sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Trança ruiva!

Gostei da trança e das fotos que fiz de/em mim, então, compartilhando!
Filtro do Pixl-o-Matic :)







____________________________ Obs.: Tinha colocado a imagem errada... rsrs
                                                                               Mas agora está certa!

domingo, 22 de julho de 2012

Sandara no Deviant'Art

É simplesmente tão gratificante perambular pelo Deviant'Art!
Sempre que eu peregrino por lá encontro coisas que me fazem sentir renovada artisticamente sob algum aspecto. Desta vez foi nas ilustrações *-*

Conheci a Sandara, responsável pelos super trabalhos ai abaixo.
Ela é uma professora, ilustradora e mãe de Singapura que transita entre temas fantásticos enquanto toda sua capacidade técnica se desdobra em realismo, mangá, alguns momentos mais gráficos outros mais pictóricos e cheios de veladuras... Com o que mais a criatividade dela quiser :)
E tudo isso na ferramenta que é a preferida dela: o tão temido - por mim pelo menos! rs - Photoshop

Ela usa o Deviant'Art como blog e portfólio enquanto este é o site dela http://www.sandara.net/

Me contive para não pegar tudo de incrível que tem na galeria do D'A dela, mas como é grande e cheia de maravilhas, mesmo me contendo o post ficou enoooorme outra vez. Mas, honestamente, vale muito a olhada com calma em cada trabalho! Então venham comigo nessa jornada os que gostam de ilustração e fantasia porque não haverá arrependimento /o/ E quem gostar visite a galeria dela porque várias coisas dignas ficaram fora daqui mas merecem bastante atenção também.

E vs N
God of Evanescence
Loki's Children

sábado, 21 de julho de 2012

Print 2º Prêmio Foto Arte Brasília


Seguindo a minha sequência de registros dos trabalhos que já fiz por ai, decidi colocar aqui também o print da página de votação do Júri Popular do qual eu participei em 2009 no Prêmio Foto Arte Brasília. 

A foto em destaque é a minha. Se chama "Luz" e é um retrato da cozinha da minha avó Maria na fazenda. É engraçado porque eu não pensava tanto em colocar essa foto para participar mas o meu querido professor de fotografia Fernando Ribeiro disse "Manda essa também! Ela só precisa de um ajuste de brilho/contraste, o enquadramento está interessante. Tem potencial." Eu fiz uma careta leve sem acreditar muito na potencialidade dela mas aceitei o conselho e fiz. No fim, foi a única selecionada das que eu enviei! 

Professor Fernando sabe o que diz! rsrsrs

Na época foi feito o catálogo da exposição e minha fotografia se encontra nele. Então tirei algumas fotos do catálogo também para mostrar. Como é difícil tirar fotos decentes dele, fiz apenas algumas da capa e da página da minha foto, mas quando tiver mais paciência faço um registro melhor :)
Clica ali abaixo para ver mais fotos.


quinta-feira, 12 de julho de 2012

A Casa das Orquídeas - Lucinda Riley




"Harry percebera, havia muito tempo, que os genes de seu pai com certeza não estavam presentes nele. Ele se parecia muito mais com a mãe, Adrienne, em termos de personalidade: gentil e artístico, mas também na tendência a ataques súbitos de depressão, quando o mundo ficava negro e ele lutava para encontrar um sentido na vida. A mãe chamava esses momentos de seu petit mal e se recolhia na cama até se livrar deles. (...)
Quando os surtos de escuridão o atacavam, Harry, às vezes, desejava uma reencarnação, estar em um mundo onde pudesse utilizar sua paixão e seu talento. Talvez, ele suspirava, se ele vencesse a guerra, estaria um passo mais perto dos eu objetivo."


                                                                                                                      Páginas 98 e 99. 
Um brinde ao Harry e seu piano!

Softail Deluxe - Harley-Davidson


Eu não me imaginava chegando aqui no blog para colocar fotos de veículos em geral. Mas essa moto é tão maravilhinda pessoalmente que eu não aguentei! Tietei cabulosamente no meio da rua e fotografei até minha vergonha dizer chega. 

Ela é maravilhosa, com um acabamento super cuidadoso e bem feito. Gamei!

Quem quiser conhecer melhor - inclusive as questões técnicas sobre as quais eu definitivamente não sou a melhor pessoa para falar - visite o site e, para os moradores do DF, me sinto afortunada em dizer que agora temos loja da Harley no SIA! Bora lá povo, ficar babando junto comigo enquanto não posso efetivamente ter uma belezura dessas para chamar de minha. *-*

Mas chega de falatório! Vamos para as imagens. E como são muitas, clica ali abaixo para ver o post completo ^.~ 


Gêneses - Bernard Beckett



Se eu precisar definir a leitura de Gênesis em uma única palavra esta seria Desconcertante - num sentido muito bom.

Uma coisa que sempre surpreendeu algumas pessoas é a minha capacidade de pegar uma conversa no meio do caminho e me interessar genuinamente pelo assunto mesmo assim. Acho que por isso não tive nenhum problema com o livro. É uma escrita muito diferente, concisa, direta e cheia de conteúdo. Nada de introduções e devaneios aleatórios.

Creio que não seja uma leitura que agradaria a todas as pessoas, mas me prendeu tanto e tem uma diagramação e acabamento tão agradáveis que eu li em dois dias. :D

É um livro curto (176 págs.) de ficção científica que para mim, a princípio, nem parece ficção científica por já termos contato com vários dos fatores citados. Nas fotos da capa que eu fiz não parece (filtro de cores antigas) mas a moça é ruiva natural e é uma imagem muito enigmática - fui atraída irreparavelmente para o livro.

O discorrer da trama é recheado de referências filosóficas - tenho certeza que perdi algumas coisas relevantes por não conhecer muito do assunto. Mas graças à Vera Pugliese (professora de Fundamentos da Linguagem e Teoria e História da Arte no Instituto de Artes da UnB) e suas aulas fodásticas pude ainda aproveitar bastante a leitura - Beijo Vera, vc é foda! Isso pq eu não fiz a leitura completa do programa que ela preparou para a aula. Se eu tivesse lido tudo, aposto que não teria perdido nada do livro!

O final do livro foi simplesmente avassalador para mim. Fiquei pasma e reli três ou quatro vezes até me conscientizar que tinha absorvido por completo o sentido daquilo. Todas as questões sobre como encarar a vida e a morte, a relação entre os seres, o ambiente, a visão de solidariedade e do que cada ser é realmente capaz ou até que ponto ele precisa crer que é capaz me foram aguçadas pelo livro e eu descaradamente posso dizer que se tornou um dos meus favoritos!


O que realmente significa ser humano?


sábado, 9 de junho de 2012

Ibirapuera 2



Matheus e suas aventuras como Tarzan!
É só clicar que o tamanho fica digno de ser visto ^.~

*

Ibirapuera 1



Lua Azul - Alyson Nöel

A grande verdade é que eu adoro ler. Mesmo. É quase um vício para mim a leitura por prazer.
A algum tempo terminei um livro que se chama Lua Azul da autora Alyson Nöel. É o segundo volume da série que se chama Os Imortais.
Muitas resenhas já foram feitas e já existe versão em português da série aparentemente já completa - 5 volumes.
O que eu achei engraçado é que nunca tive "atração física" por estes livros. Entenda por "atração física" um ímpeto profundo de conhecer um livro (ou qualquer outra coisa) sem nunca ter lido sinopse ou ouvido falar. Simplesmente acontece uma troca de energia com tudo o que está guardado de conhecimento e sensação dentro do livro e você sabe que aquilo é para você. Acho que isso não acontece com todo mundo, e acho que tem pessoas que me achariam excessivamente exotérica e estúpida por dize-lo, mas para mim é puro e simples fato.
Como eu ia dizendo, isso não me aconteceu com essa série. Comecei porque uma fofíssima colega do trabalho (Oi Grazy!) que compartilha do gosto pela leitura me ofereceu o 1º livro para conhecer e eu o "comi" em poucos dias. 
É interessante que a Alyson tem uma escrita despretensiosa e simples mas que nos prende (pelo menos a nós duas) até o fim e deixa com desejo por mais. :)
É fato também que nas cenas de ação os dois primeiros livros deixam um pouco a desejar no sentido de batalha corpo a corpo, fica mais como uma exploração psicológica do acontecimento mas, ainda assim, prende!

Acabei não tirando fotos do livro antes de devolver, mas entrando no link relacionado acima é possível conhecer todos os volumes e ver as capas - link da editora Intrinseca, responsável pela série no Brasil. 

*

quarta-feira, 16 de maio de 2012

A avó dos cabelos de prata!

Essa é a Mainha (chama de vó pra ver o esporro que leva!) junto do neto David (vugo meu digníssimo) em momentos de chamego.

Ela se chama, na verdade, Fracisca.  Mas todo mundo só chama de Mainha ou Dona Santa rs


sábado, 28 de abril de 2012

As Brumas de Avalon: A Senhora do Lago



"Morgana fala:


(...) O que os sacerdotes não sabem, com o seu Deus Uno e sua Verdade Única, é que não existe história totalmente verdadeira. A verdade tem muitas faces e assemelha-se à velha estrada que conduz a Avalon; o lugar para onde o caminho nos levará depende da nossa própria vontade e de nossos pensamentos, e talvez, no fim, cheguemos ou à sagrada ilha da eternidade, ou aos padres, com seus sinos, sua morte, seu Satã e o inferno e danação... Mas talvez eu seja injusta com eles. Até mesmo a Senhora do Lago, que odiava a batina do padre tanto quanto teria odiado a serpente venenosa, e com boas razões, censurou-me certa vez por falar mal do deus deles.

Todos os deuses são um só Deus, disse ela, então, como já dissera muitas vezes antes, e como eu repeti para minhas noviças inúmeras vezes, e como toda sacerdotisa, depois de mim, há de dizer novamente, "e todas as deusas são uma só Deusa, e há apenas um iniciador. E a cada homem a sua verdade, e Deus com ela." 

Assim, talvez a verdade se situe em algum ponto entre o caminho para Glastonbury, a ilha dos padres, e o caminho de Avalon, perdido para sempre nas brumas do mar do Verão.  

Mas esta é a minha verdade; eu, que sou Morgana, conto-vos estas coisas, Morgana, que em tempos mais recentes foi chamada Morgana, a Fada."


(Trecho do prólogo do 1º livro, "A Senhora do Lago", de Marion Zimmer Bradley)


A série é cheia de personagens extremamente marcantes. A minha preferida certamente é Morgana. Com todas as suas nuances, da inocência perdida e reencontrada ?à fúria, ela é profundamente humana e deusa de3 uma só vez.
Aconselho muito, muito, muito!
Inclusive, existe um trecho do texto em que é descrita a situação precária de Morgana durante sua difícil gravidez que eu desenhei, um esboço apenas, mas não resisti! É o último deste post aqui.

*

Sofia

Apesar de ser a tia que menos visita, a verdade é que eu sou uma grande babona por essa linda biscoitinha chamada Sofia!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Prints MME Rouse Corsets

E já que estou fazendo registro de mudanças, como não sei até quando o site da Madame Rouse Corsets vai permanecer com o layout do qual participo, vou colocar os registros dele aqui também. Foi uma oportunidade muito feliz e eu não quero me esquecer dela!

Obs: Pense um post grande! Clica ali abaixo para ver completo. 



21 de Maio de 2012

Percebo que sou alguém meio frenética por mudanças.
Não que eu não goste de padrões e estes não me façam sentir mais segura. Apenas olho pras coisas e as vejo diferentes. Dai, mudo.
Este espaço é uma grande prova disso! Mesmo eu normalmente não falando sobre o assunto aqui.
O fato é: gostava da idéia do layout mas não do resultado final muito poluído e grosseiro aos olhos. Vou "ruminando" a sensação que me causa até tomar uma atitude instintiva sobre o assunto.

Bem, a 1ª versão oficial do layout que carinhosamente denomino "Pardal" (pela minha gravura usada no título  do blog - feita a partir de um pardal que posou pra mim voluntariamente \o/), é essa:





Penso sobre a possibilidade de me desvencilhar do fundo preto/grafite das postagens, mas ainda não consigo lidar com essa escolha então, mesmo na nova versão mais delicada, lá está ele:





Pena que eu não registrei o modelo anterior que eu usava, mas vou tentar recria-lo em outro momento para fazer registros.
Bom, as mudanças estão sempre acontecendo nos detalhes. Mas é assim mesmo, né?
Felizmente o Blogspot tantas possibilidades de edição - das bordas ao plano de fundo, passando pelas fontes e cores de tudo! 

*



sexta-feira, 6 de abril de 2012

Dona Rosa e as galinhas!




Dona Rosa é uma linda avó que "me adotou" - é avó do David, meu digníssimo - e ela tem estas duas grandes e simpáticas galináceas que posaram para mim como nenhuma galinha antes havia feito! 
Resultado: diversão em dobro e paparazzi de galinhas! \o/ rsrs 
O padrão de cores na mais escura criou estampas maravilhosas. Além de uma textura de plumas levíssimas e felpudas que ambas tinham próximas às patas. E a mais clara só coloca ovos de gema dupla! Os maiores ovos nas imagens acima não são fruto de perspectiva, são super-ovos mesmo :D  
Tentei registrar melhor as cores e texturas mas apesar de boas modelos elas não ficavam tão quietas assim... 
Foi um ótimo momento de qualquer forma. Mas a minha parte p´referida é o sorriso maroto e espontâneo de orgulho que consegui registrar da Rosinha, eles são comuns mas difíceis de se gravar.

Ah! E o post ainda combina com a páscoa. Ouvi dizer que antigamente os ovos não eram de chocolate, eram como esses (mas creio que não necessariamente de galinha) que eram coloridos e entregues como presente. ^.~
Eu teria dó de usar depois de ver pintadinho. 
.

Boa páscoa!
.

Reconhecer-me


Afinal, os detalhes nos fazem.
.

Auto-retratos.

quarta-feira, 14 de março de 2012

A Hospedeira - Stephenie Meyer


Por mais que reste a sensação de que o livro poderia ter acabado umas poucas páginas antes, por outro lado, os personagens são tão cativantes que dá vontade de começar um "livro n° 2" de imediato.
Já estou morrendo de saudades de vários deles, com suas características tão próprias e tão apaixonantes. Quero a Peg de volta! E o Ian, tão cativante que é. Jeb, Jamie, Doc em sua delicadeza de ser, e a própria Mel que se fez surpreendente também.

Notei uma evolução na maneira que a Stephenie escreve. Pelo menos na minha opinião, ela está ainda melhor em caracterizações de personagens e estados de espírito. Em mostrar como as coisas são vistas e sentidas por cada um.
Sem falar que uma característica que me parece muito relevante na maneira como ela escreve - os pensamentos ativos e audíveis dos personagens principais - encontrou seu grande lugar de ser nesta mente compartilhada! Ficarei feliz se fizerem um filme a partir do livro e ficarei especialmente feliz se estes pensamentos e diálogos forem realmente representados (o q quase não aconteceu na Saga Crepúsculo para o cinema por não ser tão simples de encaixar).
Bom, que venham todos os personagens em suas melhores versões, eu os aguardo!
Mais informações aqui: http://www.ahospedeira.com.br/

sexta-feira, 9 de março de 2012

09 de Março de 2012

Sabe quando vc sente no fundo do seu coração que uma determinada oportunidade é pra vc, mas por falta de foco vc a deixa se perder por entre seus dedos?

As lágrimas escorrem e não existe sequer a coragem de olhar as outras pessoas nos olhos. Apenas a sensação de q a burrice é tamanha e tão densa que poderia ser cortada em fatias com uma faca.
Eu realmente me detesto no presente momento. Estou de luto pela consequência dos meus erros e levarei alguns minutos até voltar ao controle e à cara plácida que preciso espressar em ambientes públicos.
Para conseguir sentir de novo a capacidade de renovação deste dia, e que eu posso conseguir outra oportunidade. (Se eu parar de dar murros em ponta de faca por escolha própria, claro)

"Apenas respire..."

quarta-feira, 7 de março de 2012

Diário gráfico - Rodrigo e Sabrina

Mua ha ha ha haaa! Agora consigo postar aqui pelo celular e certamente o blog ficará bem menos abandonado ^.~
Para começar, uma encomenda fofa que recebi: um diário de fotos de casal! Fiz com folhas brancas, amarelas e rosadas; capa vasada e com textura envelhecida.
Dá-lhe aquarelas artesanais que aprendi a fazer e minha querida estopa \o/
Primeiro registros do processo, depois o resultado final. :D









quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Juro que tenho tentado voltar a postar aqui no blog, mas as dificuldades técnicas estão me chateando... Sem citar a mais chatinha delas que é o fato de não conseguir postar pelo celular, fato que tem possibilitado manter meu Tumblr bem mais atualizado. 

Ele é o Tarnelia's Kitchen e tem o tema um pouco diferente daqui, mas é bem legal também. Quem quiser conhecer pode visitar a nova aba no menu ali em cima ou o banner na lateral. :)

Mas eu não desisto! E logo mais postarei aqui também trabalhos inéditos \o/ 

.

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Little Talks - Of Monsters And Men

Nunca ouvi falar nesta banda, e continuo sem conhecer quase nada (já que eles parecem não ter um site oficial, mas achei um MySpace!). Mas fui fatalmente atraída pela miniatura deste vídeo e não me arrependi de assistir!
A animação tem algumas texturizações apaixonantes, assistam!

video


sábado, 28 de janeiro de 2012

Curtas de Moda...


Daphne Guiness by Markus & Indrani - 
Tribute To The Spirit Of Alexander McQueen

video

.

100 Years: Style  East London

video

.

Dois vídeos rápidos e divertidos à sua própria maneira. Belas fotografias e propostas interessantes. Eu Gostei. ^.~ 

Hahahaha! Passei mil anos sem postar nada e agora estou aqui "lavando a égua", com um montão de posts no mesmo dia \o/

Leonilson - Tantas Verdades



                                                         


Honestamente conheço pouco sobre a vida deste artista marcante nas artes plásticas brasileiras nas últimas décadas. O vídeo acima é um documentário da série O Mundo da Arte da SESC TV, diretor: Cacá Vicalvi (2003). 
Equanto estive na Universidade ouvi diversas referências à ele, conheci diversos dicípulos apaixonados. E nos meus derradeiros momentos por lá, também procurei mais sobre seu trabalho.

E o pouco que garimpei na internet sobre ele é que venho compartilhar aqui. O intimismo, a honestidade em assumir-se, o amor pelo toque das coisas - o papel, o desenho, as letras, os tecidos. No fim, encontrei muito de mim e do meu trabalho no dele. E sua memória adquiriu mais uma fã.





.

Imagens: Reprodução

No Light, No Light - Florence And The Machine



video

.


Digna Florence.

O Diário de Suzana para Nicolas


(...) Hoje aconteceu uma coisa no hospital que me fez pensar no seu parto.
Uma mulher de 41 anos de Nova York estava passando as férias aqui e teve de ser levada às pressas para o hospital. Estava no sétimo mês de gravidez e nada bem. Ela teve hemorragia. Foi uma correria na emergência. A mulher acabou perdendo o bebê, foi terrível, e eu precisei tentar consolá-la.
Você deve estar se perguntando por que estou escrevendo sobre isso. Eu mesma pensei duas vezes antes de lhe contar essa história triste.
Mas ela fez com que eu me desse conta, mais do que nunca, de quanto somos vulneráveis, de como viver pode ser igual a andar na corda bamba: um  passo em falso e cimos. O simples fato de ver aquela pobre mulher hoje e de me lembrar de quanto temos sorte me deixou sem ar.
Ah, Nicky, às vezes eu gostaria de poder guardar você em um lugar seguro, como uma relíquia preciosa. Mas o que é a vida se não a vivermos? Acho que sei bem disso.
Lembro-me de um ditado que minha avó costumava usar: um hoje vale dois amanhãs.
*

Trecho do livro de James Patterson (págs. 142-143, edição de 2011 da Editora Arqueiro).

*



Esse livro é simplesmente encantador e me fez chorar em pleno ônibus - indo para o trabalho - com seu final marcante. Mas é na verdade uma leitura muito doce e leve, super aconselho! 
Os personagens são bastante carismáticos e humanos. É quase como conversar com uma amiga de longa data.
E de uma maneira bastante incomum, é um livro que tem muitas áreas de respiração. Espaços em branco que permitem, pelo menos para mim, interiorizar o que foi lido e tornam o ato de ler ainda mais agradável.
Me lembra o livro A Menina que Roubava Livros (de Markus Zusak, edição de 2007) que tem também uma maneira de dispôr visualmente as palavras que me agrada profundamente. 

*

Sério que a última vez que eu postei foi em 19 de dezembro de 2011? Nossa, como passou rápido! rs