quinta-feira, 29 de maio de 2014

Fahrenheit 451 - Ray Bradbury (2)

Beatty acionou seu acendedor e deixou-se fascinar pela pequena chama alaranjada.
- O que há de tão encantador no fogo? Seja qual for a nossa idade, o que nos atrai nele? - Beatty soprou a chama e a acendeu novamente. - É o moto-perpétuo; a coisa que o homem queria inventar mas nunca conseguiu. Ou o movimento quase perpétuo. Se a gente o deixasse queimando, ele superaria a duração de nossa vida. O que é o fogo? É um mistério. Os cientistas nos oferecem jargões pomposos sobre fricção e moléculas. Mas realmente não sabem. Sua verdadeira beleza é que ele destrói a responsabilidade e as consequências. Se um problema se torna um estorvo pesado demais, para a fornalha com ele. Agora,  Montag, você se tornou um estorvo. E o fogo tirará você de cima dos meus ombros, de modo limpo, rápido, seguro; nada de restos que apodreçam mais tarde. Antibiótico, estético,  prático. 

Página 141, 1ª edição de bolso, 2007, Editora Globo. 

.

Descobertas musicais recentes

Conheci uma leva de bons álbuns musicais nas últimas semanas os quais fiquei com vontade de compartilhar. Então aí vão, em ordem alfabética quanto ao nome dos CDs:
video
"Human" Fonte do vídeo: Christina Perri


Christina Perri foi uma descoberta especialmente agradável porque eu nunca tinha sequer ouvido falar o nome dela. Gostei muito da maneira com ela imprime emoções em cada nota, e com as letras sinceras e empáticas. Minha música preferida do CD é I Believe, mas ela não possui vídeo ainda então coloquei o de Human que tem uma fotografia e efeitos muito bonitos. Trechinho de I Believe:

"I believe that tomorrow is stronger than yesterday
I believe that your head is the only thing in your way
I wish that you could see your scars turn in to beauty
Cause I have been where you are before
And I have felt the pain of losing who you are
And I have died so many times
But I am still alive"
Tem bem mais pela frente, estão prontos?

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Gil Elvgren: All His Glamorous American Pin-Ups

Frente (sobrecapa de papel).
No post sobre as pin-ups tatuadas pela Hannah Aitchison mencionei o fato de ela fazer reproduções de trabalhos do Gil Elvgren - um dos nomes mais influentes de todos os tempos nesse estilo. Inclusive ela já falou em entrevistas como ele é uma das grandes influências artísticas que ela tem em sua carreira. Engraçado como um assunto puxa o outro! rs

Seja como for, esse post é para compartilhar a feliz aquisição que fiz em julho de 2013 do livro Gil Elvgren: All His Glamorous American Pin-Ups (Taschen 25th Anniversary Special Editions). Comprei o livro pela Amazon, por ser bastante difícil encontrar por aqui e porque o preço lá estava ótimo! ^.~ 

O livro é de grande formato, com cobertura de capa em papel, capa dura, 271 páginas com todas as imagens coloridas e em ótima impressão. Além de agrupar os trabalhos por período e semelhança, existem textos sobre a vida e obra do Elvgren (todo em inglês). 

É lindo! *.* Super cheio de referências imagéticas, com direito a esboços e fotografias que foram tiradas como registro das modelos dele. Para aqueles que buscam inspiração para trabalhos relacionados à figura feminina, é uma ótima aquisição.

Agora, algumas fotos que fiz. Elas infelizmente não honram a beleza do livro, mas dá para ter uma noção:

Olha que lindas! *.*
Uma das partes da biografia do artista.
Frente do livro sem a sobrecapa de papel.
    
Costas do livro (sobrecapa).

Para os que nunca compraram na Amazon, algumas pequenas explicações:

- Até onde me lembro somente é possível realizar compras com cartão internacional;
- Hoje em dia no Amazon já é feita a cotação de valor em reais, além da tradicional em dólares; 
- Tudo o que comprei lá teve o acréscimo de frete;
- As coisas que comprei chegaram aqui no DF por volta de 8 a 15 dias após a compra;
- Apesar de a Amazon possuir inúmeros produtos próprios, ela também abriga algumas lojas dentro de si - em estrutura semelhante ao Mercado Livre. Tudo que é vendido em formato físico (não digital) pela Amazon tem entrega no Brasil. Algumas dessas lojas internas não. O site fornece um aviso na hora de fechar o pedido, solicitando retirar do carrinho os produtos que não podem ser enviados pro nosso país, mas para evitar a fadiga e a frustração é melhor olhar antes.

Acho que é isso! Até mais :)
.

Farenheit 451 - Ray Bradbury








 Os livos servem para nos lembrar o quanto somos estúpidos e tolos. São o guarda pretoriano de César, cochichando enquanto o desfile ruge pela avenida: "Lembre-se, César, tu és mortal!". A maioria de nós não pode sair correndo por aí, falar com todo mundo, conhecer todas as cidades do mundo. Não temos tempo, dinheiro ou tantos amigos assim. As coisas que você está procurando, Montag, estão no mundo, mas a única possibilidade que o sujeito comum terá de ver noventa e nove por cento está num livro. Não peça garantias. E não espere ser salvo por uma coisa, uma pessoa, máquina ou biblioteca. Trate de agarrar a sua própria tábua e, se você se afogar, pelo menos morra sabendo que estava no rumo da costa.


Página 108, 1ª edição de bolso, 2007, Editora Globo. 

.

Enquanto a noite não chega - Josué Guimarães


"A morte não assustava nenhum deles, e só não falavam sobre ela por uma questão de pudor, porque os filhos haviam morrido, os netos, os primos, os irmãos, até aquela cidade morrera aos poucos, numa agonia lenta mas bem visível; casas que ficavam vazias, telhados que deixavam filtrar a água das chuvas, madeirame apodrecendo, paredes ruindo e o mato crescendo onde antes eram salas de visitas, quartos e cozinhas. Seu Teodoro, agora, ali à sua frente, trabalhava como um cão e não arredaria pé sem antes enterrar o último sobrevivente, aferrado a princípios que nem eles mesmos sabiam quais eram."

Página 21 da versão digital em epub.

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Pin-ups! Hannah Aitchison - Tatuadora

Mencionei a Hannah Aitchison no post sobre a Teresa Sharpe, e como gosto muito dela tanto no aspecto de trabalho quanto como pessoa - nada mais justo que compartilhar :)

A conheci por meio da série L.A. Ink na qual ela trabalhava com a tatuadora Kat Von D no estúdio High Voltage, e me apaixonei pela simpatia da pessoa, além da versatilidade e qualidade do trabalho dela.

Dessa vez vou fazer um post focado nas pin-ups pelas quais ela é considerada especialista.
Mas antes, o lindo sorriso da Hannah, que é digno de nota!


Ela faz pin-ups em diversos estilos, incluindo realismo ilustrado, reproduções do grande Gil Elvgren, Old school entre outros. Sempre com um toque que te faz saber: essa é da Hannah!




Tem muitas outras, se prepare. Ah! E todas as imagens aumentam se clicadas.

Teresa Sharpe - Tatuadora

A um tempo atrás decidi assistir à série Best Ink pois admiro muito o trabalho da tatuadora Hannah Aitchison. A série procura por meio de desafios ligados à artes plásticas e à tatuagem descobrir o profissional que tem a "melhor tatuagem". Vi a segunda temporada na qual ela foi uma das juradas técnicas avaliando doze tatuadores.
Nessa temporada, a vencedora - merecidamente em minha humilde opinião - foi a jovem Teresa Sharpe.

Fiquei impressionada com o trabalho dela, recheado de traços ornamentados, composições interessantes e um conhecimento e utilização de cores muito harmônico. 

Com isso decidi compartilhar alguns dos trabalhos que considero notáveis dela :) E são muitos, aviso logo! Post dos grandes...

Sugiro atenção especial às texturas rendadas e ornamentos à la Art Nouveau que ela utiliza para fundos, os pássaros, chaves, cadeados e fitas. Considero esses itens especialmente lindos e característicos no estilo da Teresa.

Vamos lá!! Obs.: Clicando, todas as imagens aumentam. ^.~